DB7 | TJ7

Merhaba! Depois da tempestade que esteve durante a noite o dia esteve cinzento e sem vento. Chegamos à praia já depois do meio dia e estava vazia, e s pranchas e bandeiras espalhadas no chão. Parece que a tempestade fez alguns estragos.

Decidimos ir até Knidos, uma cidade grega abandonada na sequência de um terramoto. Pelo caminho cruzamo-nos com um cágado que atravessava lentamente a estrada para ir morder uma folhas  ao outro lado. Surpreendentemente conseguiu atravessar sem ser atropelado. A mesma sorte não teve o javali que vimos uns quilómetros à frente e que deve ter feito as delícias de que estava no parque de campismo mesmo ao lado do acidente.

Quando decidimos fazer este passeio o google disse que seriam quase 3 horas para percorrer os 120km. Eu achei muito, visto as estradas em que tínhamos andado serem todas largas e com bom pavimento mas apesar do início ser em estrada dessa rapidamente nos encontramos numa estrada de montanha digna de rally. O nosso Renault Symbol, que por ser vai de aluguer esta um bocado batido mal se aguentava nas  subidas, fez a viagem em 2h45.

A paisagem ia alternando entre olivais e pinhais, sempre com o mar a aparecer em fundo e de vez em quando um minarete indicava a proximidade de uma aldeia.

Lá chegamos a Knidos, de onde se avista Rodes, e o telemóvel imediatamente entrou no espaço grego. Na baía de Knidos, veleiros europeus pontuavam a água turquesa. Nas ruínas, lagartos com mais de um palmo de comprido apanhavam sol sem se dar conta dos visitantes. A cidade ainda tem muito que escavar mas o que está à vista indica ter sido um porto grande, uma metrópole que desapareceu quase de um dia para o outro.

Ao atravessar as montanhas no regresso a Akyaka o sol que nos acompanhou todo o dia deu lugar a muitas nuvens e uns quantos pingos. O dia deve ter estado cinzento deste lado.

image

image

Merhaba! After the storm the day woke up grey and windless. We reached the beach after noon to find it empty with boards and flags on the floor. It seems the storm may have caused some damage.

We decided to visit Knidos, an old Greek city. On the way we met a tortoise slowly crossing the road to grab some leafs and a wild boar that wasn’t so lucky and got hit by a car, probably to end up as roast on the campsite near the accident.

When planning the trip Google advised it would take almost 3 hours for the 120km. I couldn’t believe it as the roads we had been were large and in good condition. However, a few km in and the road became a mountain rally track, and the Renault Symbol barely managed the up hills. It took us 2h45.

The landscape alternates between olive orchards and pine forests with the sea on the background and the odd minaret indicating the proximity of a village.

From Knidos you can see Rhodes, and our mobiles and radio immediately decided to enter the Greek air space. In the bay of Knidos, various European yachts dotted the turquoise water. In the ruins, one foot long lizards sunbathed on the rocks ignoring the visitors. This port city, which is only partially dug, must have been a huge metropolis and suddenly disappeared with an earthquake.

While crossing the mountain back to Akyaka the clouds covered the sky and a few drops fell on the windscreen. It seems it was a grey day on this side.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: